“Voando espiritualmente na luz das estrelas”

Me vi em alguns versos deste poema, portanto os transcrevi.

Não olhe para trás…
O que passou, passou.
Que fique só o aprendizado.

E, saiba que eu oro por você.
E peço às estrelas que iluminem o seu caminho.
Porque a jornada é bela quando é guiada pela Luz.

Então, jamais se deixe abater pela tristeza.
Porque há um lugar em seu coração que é só Luz.
Um lugar de sonho…

E, mesmo sem você me ver,
Eu continuo tocando o seu coração.
Porque o Céu nos uniu.

E lhe digo: “venha voar comigo…”
Porque você pode apaziguar sua mente e suas emoções.
E soltar-se nas correntes astrais…

Ah, querida, venha comigo!
Deite o seu corpo e durma feliz.
E solte-se, alegremente, em espírito…

E você me verá em meio às estrelas.
E nós dançaremos como antes.
E, então, você verá que a morte é uma quimera.

Aquiete a mente e as emoções – escute uma linda canção.
Relaxe o corpo – e durma pensando na Luz.
E lembre-se que você também é um espírito.

P.S.: mais viva do que nunca.
Dançando melhor do que antes.
Cheia de Alegria e Luz.
Amiga das estrelas.
Essa sou eu… E estou esperando-o.
E tudo vale a pena, quando a alma não é pequena.
Porque o Amor é maior do que tudo!
E voar é preciso..

Anúncios

Not this time.

Eu não consigo falar e não quero falar, não quero nem pensar em racionalizar aqueles sentimentos, mas a verdade é que de fato acabou.Pra mim depois de você, mas para amenizar tudo, eu posso olhar pra trás e dizer: “A culpa não foi minha” e de fato ela não foi.

Pela primeira vez na minha vida eu posso ter o orgulho de olhar pra trás e dizer que não fiz nada errado, mas na verdade isso de nada vale se todas as ações certas não te trazem pra perto de mim, eu tenho muita coisa pra falar sobre tudo isso, muita mágoa e muita coisa boa pra contar mas ainda não consigo porque eu sinto que fui aquela distração pra você esquecer uma pessoa e que tola, boba, ingênua como sempre fui me machuquei por acreditar demais em quem não tem fé em si próprio.

Mas eu tinha fé em você, acima de você eu tinha fé em nós e acima de nós eu sempre tive fé em mim, mas parece que meu pecado é sempre acreditar, cuidar e amar e as vezes eu acho que as pessoas mais compreensíveis são aquelas que sempre se machucam no fim.

Eu tenho muita coisa pra falar, muita, muita coisa. Espero que não se importe que não seja pra você diretamente e pessoalmente, mas não fui eu que sumi.

Não dessa vez.

Monólogo.

Há dias tenho tentado lhe entregar palavras que poderiam te fazer mudar, sei meu caro que é difícil reconstruir uma vida que foi mudada por traumas e pessoas, senti na pele a dor de recomeçar e o medo de se machucar, senti com você e sei que depois sentirei com outros, mas medo e dor não são motivos para jogar o que é bom pro alto, só descobri isso depois de muito tempo, depois do bastante para eu me arrepender eu aprendi a não fugir e a encarar.

Eu senti o gosto da liberdade por muito tempo e me perdoe por te avisar antes de você perceber: todo mundo precisa de alguém. E esse gosto uma hora torna-se enjoativo, te falta esse alguém para estar do seu lado porque de repente todo mundo que importa pra você está ocupado, e de repente todo seu charme e mel não atrai uma pessoa certa, é meio assustador e faz a gente pensar que do nada ficou feio e grotesco, mas não ficou, é o mundo dizendo pra abaixar o orgulho e procurar alguém pra ocupar aquele velho lugar de quem partiu, com humildade.

O irônico é que a liberdade que você experimenta agora é a que conquistou ao meu lado, e eu não vou mudar-la, exijo o mínimo e nada mais, não é que me contento com pouco, é que acima de tudo eu sou do mundo, sou do meu time de futebol, da minha banda favorita e de todos os meus amigos e ao mesmo tempo eu sou sua, só pra não perder o costume.

O medo faz a gente fazer coisas horríveis com quem a gente gosta, faz a gente fugir do que pode dar certo por medo de quando o certo começar a dar errado, medo de passar por tudo aquilo que a gente passou e nos fez começar a ter medo de coisas que antes pra nós eram inofensivas. A gente eventualmente até passa a se sentir pressionado pelo medo, medo de desapontar quem nos importa muito, de não amadurecer com a rapidez que todos desejam, medo de não ter amadurecido o suficiente pra aguentar fardos que a vida traz.

Eu não sei ainda de uma maneira para colocar esse sentimento de insegurança seu em mim, se soubesse já tinha o feito e tratado como trato os meus, entretanto posso manter a minha promessa de estar ao seu lado para o que você precisar e administrar na minha cabeça tudo o que preciso dar e receber para dar certo, se você enquanto eu fizer isso pegar na minha mão e administrar a possibilidade de não deixar nada cair em rotina.

Não acho que é hora de se despedir.

Amor (la persona)

Irrompeu pela sala com a força de um tornado, sentou ao meu lado e ficou me olhando como se eu fosse a culpada, a noite passou e não trocamos uma palavra, eu já não queria mais saber dele e nem ele de mim, me sentia uma traidora mas me lembrava muito bem das últimas palavras que foram ditas por mim ao o ver da última vez:

– De você eu não quero mais saber, não vale a pena tudo o que me traz de bom, se quando você vai embora só me resta dor.

Ele não se mexeu, sabia que se continuasse ali eu não resistiria e cederia ao seu olhar, um mês na mesma posição e eu cedi, decidi deixar ele entrar de novo na minha vida, na minha história e dentro de mim de onde não deveria ter saído.

O mundo retornou ao belo depois que o amor voltou, todo o tempo em que ficamos brigados não nos mudou e dessa vez ele me trouxe algo novo, a liberdade, e pelo que me disse enquanto eu lutava contra o sono durante a madrugada, o amor que você traz é igual ao amor que você faz. Tudo estava ótimo, até esta tarde na qual ele me deu um ultimato:

– Ou você me divide com alguém, ou eu vou embora de novo.

Amor é traiçoeiro comigo.