Devaneios…

Se um dia tiver uma casa
nada grande, ou ambicioso,
quero que a luz venha do sol
e o refresco seja do vento.

Se um dia tiver uma casa
que seja de frente pro mar
De fachada antiga, como em Olinda
pra eu poder restaurar.

Vou pintar de amarelo
e colocar flores cor-de-rosa
Na escada um cachorro qualquer
Na sala, o tom quente vem do sol
e do chão escuro o ambiente

Nessa casa terá
Uma escada simples pra te levar
Pra cama e pros livros.

Entre a sala e a cozinha
Uma sala de jantar
Um papel de parede dos anos 60
E um par de cadeiras na mesa de madeira.

Na cozinha aconchegante
vou passar café e fazer bolo
vai ser 16:00 o dia todo.

O quintal é meu favorito
vou tirar o concreto e fazer um jardim
com cercado de ferro branco
árvores, arbustos e flores.

Vou plantar uma dama-da-noite
e passar as noites de verão contigo
na meia luz, perto da praia,
com as estrelas e as flores.

Se um dia eu tiver uma casa
eu vou ter saído da cidade cinza
do apartamento
da rabugice
da correria
e vou ter chegado na tranquilidade.

Anúncios